Roberto Cidade lança em Maués a pré-campanha à reeleição na Assembleia Legislativa

Candidato à reeleição, Roberto Cidade (UB) lança na tarde deste sábado (6), em Maués (distante 258 km de Manaus), ao lado do prefeito Júnior Leite, sua pré-campanha à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Atual presidente do Legislativo Estadual, Cidade teve o nome confirmado pelo União Brasil em convenção realizada em Manaus, na quinta-feira, dia 4.

“Tenho compromisso com a população do meu Estado, em fazer a política do bem e de percorrer os municípios do Amazonas para escutar as demandas, dialogar e fazer todo possível para atende-las e auxiliar os gestores a colocarem em prática tudo aquilo que fizer a população avançar. Nosso trabalho quer alcançar toda a população do nosso Estado, da capital e do interior, da mesma forma. Nossas ações são nesse sentido e vamos intensificar cada vez mais isso”, afirmou.

Cidade foi o segundo deputado estadual mais votado na eleição de 2018, quando obteve 33.239 votos, e chegou à presidência da Casa por meio de votação interna para cumprir o biênio 2020-2022, que se encerra no final desta legislatura.

Até o primeiro semestre deste ano, Roberto Cidade apresentou 257 Projetos de Lei (PLs), teve 100 leis sancionadas, fez o repasse de R$ 28 milhões por meio de emendas parlamentares, entre 2020 e 2021, para serem aplicadas nas áreas de saúde, educação, infraestrutura e fomento à agricultura familiar.

 

Na presidência

Na presidência da Assembleia, Cidade comandou as votações que destinaram R$ 160 milhões do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) para os municípios combaterem a Covid; a aprovação da nova Lei do Gás; a aprovação dos auxílios emergenciais para profissionais da cultura, turismo e esporte; a aprovação de estado de calamidade pública para vários municípios em razão da cheia histórica dos rios e da pandemia da Covid-19.

E ainda a aprovação do programa Auxílio Estadual permanente; a regulamentação do transporte hidroviário no Estado; a alteração das regras para ingresso na Polícia Militar do Amazonas; a aprovação da CNH Social; a implantação da CPI da Energia; a aprovação do Plano de Cargos e Salários para diversas secretarias e órgãos estaduais, entre outros.